2009 - 2021...

— NOSSA HISTÓRIA —

O Canil Forte do Rio Negro iniciou suas atividades em 2009. Amamos cães e o que eles representam em nossas vidas.

A paixão por cães vem de infância. Após ter convivido com diversos cães, de diversas raças (inclusive "vira-lata"), decidimos criar inicialmente essas três raças: Beagle, Cimarron Uruguaio e Rottweiler.

Em 2012 decidimos acrescentar mais uma raça ao nosso plantel, Americam Staffordshire Terrier (Amstaff). Assim, dando aos nossos clientes e amigos mais uma opção de cães de guarda e companhia. Já que os Amstaffs possuem um porte médio e uma grande dose de energia. Hoje nosso foco são os Beagles, mas ainda temos alguns Amstaffs para protegê-los.

O nome do canil é uma homenagem a cidade e região em que estamos. O nome Forte do Rio Negro é uma abreviação de Forte de São José do Rio Negro, o primeiro nome da cidade de Manaus, antes mesmo de se tornar província. Por estarmos no meio da floresta amazônica decidimos homenagear nossa cidade, deixando claras nossas raízes.

Somos sócios e integrantes da Diretoria do Amazonas Kennel Clube, afiliados à Confederação Brasileira de Cinofilia, credenciada à Federation Cynologique Internationale na Bélgica, onde participamos de exposições de conformação da raça, visando o aprimoramento do padrão de nossa criação.

Excelentes resultados nas exposições da região norte, com mais ênfase nas exposições do AKC, mesmo não sendo nosso foco. Queremos oferecer aos nossos amigos e clientes um cão saudável, com a estrutura física correta, com a rusticidade que os Beagles possuem e com o temperamento correto. Tudo o que o padrão da raça preconiza.

O restante de nossa história estamos escrevendo, muito trabalho e dedicação para fornecer o melhor para nossos cães e levar a alegria de um beagle para outros lares.

Você precisa nos contactar?

Você sabe o que é um canil de criação?

— CRIAÇÃO DE CÃES DE RAÇA —

A criação comercial de animais de companhia vem sendo discutida em diferentes esferas governamentais, principalmente em debates e fóruns de proteção animal, promovidos e propostos pelo Legislativo no âmbito federal, municipal e estadual. Recentemente, esse tema vem ganhando maior visibilidade nos meios de comunicação, devido aos projetos de lei que regulamentam ou proíbem a venda de filhotes no Brasil e mesmo em outros países.

Esse assunto traz como principal preocupação as chamadas "fábricas de filhotes", canis clandestinos ou não fiscalizados que exploram animais, fazendo com que estes sejam submetidos a situações extenuantes e maus-tratos, como, por exemplo, as cadelas matrizes que se reproduzem no limite de sua capacidade para procriar o maior número possível de filhotes por ano. Essa atividade tem como único objetivo o lucro financeiro, privando de bem-estar as matrizes e os reprodutores, que na maioria das vezes são encontrados em situações gravíssimas de maus-tratos e negligência em ambientes insalubres. Os filhotes nascidos nesses locais são comercializados em feiras, pet shops ou clínicas veterinárias. Desse modo, o comprador não conhece a realidade e a situação lamentável em que vivem os progenitores do animal de companhia que adquiriu.

Entretanto, sabe-se que essas situações não são a realidade de todos os canis. Muitos criadores buscam fornecer condições adequadas e com alto grau de bem-estar para seus animais. Dessa maneira, entende-se que o assunto deve ser debatido e que se atinja um objetivo comum que satisfaça tanto os bons criadores quanto os militantes da causa animal, e, consequentemente, os animais que vivem nessas condições.

Aqui no canil Forte do Rio Negro prezamos pela saúde de nossos cães, nossos padreadores e nossas matrizes são criados em nossa casa, fazendo parte de nossa rotina. Aposentam-se cedo tanto das exposições quanto da reprodução, porquê o objetivo principal nunca foi o lucro.

FORTE DO RIO NEGRO BEAGLES, Ponta Negra, Manaus, 92 98157 2512
Desenvolvido por Webnode
Crie seu site grátis!